Não fique de fora: conheça 5 tendências do mercado imobiliário!

Seja para morar ou para trabalhar, conhecer as inovações no mercado imobiliário é muito importante. Sem dúvida, estar por dentro do que há de mais moderno é um diferencial para atrair compradores e inquilinos de imóveis residenciais ou comerciais. E, atentando-se às mudanças, as transações ocorrem de forma mais rápida e assertiva, assegurando o sucesso do investimento.

Pensando nisso, listamos aqui 5 tendências do mercado imobiliário para você acertar na hora de escolher um imóvel para investir. Confira!

1. Alteração na estrutura dos imóveis

Os imóveis modernos disponíveis no mercado têm revelado mudanças nas características estruturais em relação ao que se via anteriormente. E, a depender do tipo de edificação, alguns aspectos se destacam.

Se antes as residências ofereciam ambientes individuais espaçosos, hoje cresce a procura por aquelas que possuam unidades menores, porém com cômodos comuns mais amplos. Esse fato se explica pela preferência em relação a momentos em família e entre amigos.

Quanto aos escritórios, a tendência é de maior coletivização dos espaços. Assim, paredes e divisórias cedem lugar a salas maiores, as quais permitem que todos os funcionários trabalhem no mesmo ambiente, aplicando-se o conceito colaborativo.

Já no ramo da indústria, prevalece o aspecto localização. A preferência, hoje, é por instalar-se em regiões estratégicas. Esse fator facilita e torna mais barato o transporte das mercadorias entre as fábricas e os comerciantes.

2. Qualidade de vida como prioridade

Assim como em diversos aspectos da vida, também nos quesitos morar ou trabalhar a qualidade de vida tem sido prioridade. Isso se verifica, primeiramente, na busca por imóveis bem localizados, o que inclui a infraestrutura à sua volta e a facilidade de acesso à região em que ele se encontra.

Esse conceito se verifica, ainda, nos ambientes disponibilizados para os moradores, no caso de residências, ou funcionários, em se tratando de empresas. Naquelas, são oferecidas áreas de lazer como piscinas, quadras, academias e salões de festas, enquanto nestas há espaços de descanso e de confraternização.

3. Economia nas compras em grupo

Ultimamente, pretendentes compradores de imóveis têm buscado realizar transações em grupo. Além de terem maior poder de convencimento quanto a negociações, o próprio fato de serem muitos interessados proporciona, naturalmente, descontos.

Nesse sentido, as reduções podem chegar até 25% do valor das edificações. Entretanto, não só os adquirentes são beneficiados nesse negócio. Para os vendedores, essa realidade representa a possibilidade de vender maior quantidade de unidades de uma só vez e, assim, obter mais lucros.

4. Automação residencial que garante conforto

A aplicação da tecnologia no mercado imobiliário busca, acima de tudo, oferecer conforto e praticidade e, nesse aspecto, predomina o conceito de casa inteligente. Essa consiste na automatização das funções internas de uma residência, por meio da instalação de mecanismos que facilitam o dia a dia sem desrespeitar o meio ambiente.

Assim, sensores de presença ou o toque do interfone acionam os dispositivos móveis dos proprietários ou inquilinos, para que esses saibam quando há alguma movimentação no imóvel. Além disso, sistemas de monitoramento de segurança permitem o acesso às imagens das câmeras da casa a partir de aplicativos de celular.

Outra inovação são os mecanismos de iluminação inteligente que fazem com que as luzes se acendam ou alterem sua intensidade de acordo com a claridade natural do dia, permitindo maior economia de energia.

5. Realidade virtual na apresentação dos imóveis

Atualmente, visitas feitas pessoalmente pelos interessados aos imóveis anunciados cedem lugar à realidade virtual. Um programa que recria os espaços das edificações permite que os futuros adquirentes ou inquilinos possam conhecê-las sem precisarem se deslocar até elas.

Eles podem, ainda, por meio de simuladores, escolher a decoração que melhor atenda aos seus gostos e preferências. Isso permite antecipar a estética do ambiente e, a partir disso, decidir eventuais alterações a serem feitas na decoração, por exemplo.

Dessa forma, vê-se a importância de se estar antenado com as características que hoje predominam nos imóveis. Adaptar as edificações ou adquiri-las de acordo com essas tendências do mercado imobiliário significa maior facilidade na venda ou no alugueldessas e, como consequência, o sucesso no investimento realizado.

E você, conhece outra tendência? Então, deixe seu comentário e compartilhe-a com a gente!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.