Confira 5 desvantagens ao fazer aluguel por conta própria!

Tomar decisões importantes e praticar atos sem os conhecimentos técnicos necessários pode ser inseguro em diversos aspectos da vida. Essa regra também vale para quem escolhe fazer um aluguel por conta própria.

Afinal, são muitos detalhes a serem observados e providências a serem tomadas, para que tudo saia conforme a lei e não gere prejuízos às partes envolvidas no negócio. Por esse motivo, contar com o auxílio profissional ao alugar um imóvel é uma forma de evitar riscos desnecessários.

Para evitar que você se arrisque, listamos as 5 desvantagens ao fazer um aluguel sozinho. Confira, e, claro, evite-as!

Como a falta de um contrato de aluguel pode trazer prejuízos?

Em primeiro lugar, o mais óbvio: o aluguel de um imóvel envolve dinheiro. E, qualquer que seja a quantia, ninguém quer ter prejuízos, concorda? Então, pelo simples fato de representar um gasto, o contrato de aluguel já se mostra importante.

Em segundo lugar, ele pode tratar da locação de um imóvel para moradia. Nesse sentido, a relevância dele se expressa no simples fato de ser a garantia de uma residência onde o locatário e sua família poderão viver.

Ele também pode se referir ao aluguel de uma edificação onde será fixado um estabelecimento comercial. Aqui, a importância desse acordo está, claramente, na garantia de sustento do inquilino.

Em terceiro e último lugar, esse tipo de acordo se prolonga no tempo, vinculando as partes envolvidas no que se chama, no meio jurídico, de contrato de trato sucessivo ou de execução continuada. Isso vale tanto para os aluguéis por prazo determinado quanto para os que não estipulam um termo final.

Por esse motivo, devem ser claros e justos, pois qualquer desequilíbrio pode representar perdas que se repetem a cada mês e até por anos. Nesse caso, pode ficar ainda mais complicado buscar um ressarcimento ou o conserto do erro que levou a injustiças para algum dos contratantes.

Portanto, o contrato de aluguel se revela um pacto de grande peso, tanto no aspecto financeiro e econômico como no pessoal. Por isso, a necessidade de ter um auxílio profissional ao firmá-lo, pois esse apoio será capaz de evitar todas as desvantagens que um aluguel por conta própria pode gerar. Selecionamos 5 delas, para você entender melhor.

1. Dá margens para desgastes desnecessários

Com tantos problemas do dia a dia que muita gente tem para lidar, fugir de outros é sempre bom, não é mesmo? Então, contratar um corretor de imóveis na hora de alugar um imóvel pode poupá-lo de eventuais desgastes com o locador.

A imobiliária, como intermediadora dessa relação, pode, até mesmo, atuar sem a necessidade de proprietário e inquilino manterem contato constante. Dessa maneira, algumas questões, como necessidade de reformas ou interesse por outras obras no imóvel, reajuste no aluguel, pagamentos em atraso etc. podem ser resolvidas de maneira mais tranquila. É um conforto a mais para ambas as partes.

2. Pode gerar decisões ruins

Tanto para quem oferece quanto para quem procura o imóvel para alugar, é preciso tomar decisões importantes. No primeiro caso, deve-se conhecer o perfil do futuro inquilino, averiguando documentos e outras informações, para se assegurar de que ele será um bom pagador.

No segundo, a escolha da edificação exige a análise de aspectos relevantes que vão influenciar na satisfação de quem vai ocupá-lo ou utilizá-lo comercialmente. É necessário, então, observar se o tipo de imóvel, o tamanho e a localização atendem aos interesses do pretendente locatário, por exemplo.

Não ter conhecimento sobre isso pode fazer com que a pessoa tome uma decisão ruim e se arrependa posteriormente. Isso pode significar prejuízos, já que a quebra de contrato antes do período estabelecido, se ele existir, gera a obrigação de pagar multa ou indenização, a depender do caso.

Com experiência no assunto, a imobiliária poderá orientar a escolha de forma segura, para ambas as partes. Ela fará isso revelando ao proprietário e ao inquilino as vantagens e desvantagens de firmar aquele negócio. Assim, todo mundo sai ganhando!

3. Abre espaço para regras mal esclarecidas ou irregulares

Aqui, estamos falando daquele papo lá do início, sobre conhecimentos técnicos para agir corretamente. Depois de escolher o imóvel para alugar, vem a elaboração do contrato. Isso, por si só, já é uma tarefa complicada, já que a lei exige alguns requisitos, como o consentimento do cônjuge ou companheiro, dependendo do regime de bens.

Ainda, ela impõe regras. Um exemplo é a impossibilidade de o locador buscar reaver o imóvel antes do prazo, se esse tiver sido estipulado. Caso o faça, terá que indenizar o locatário. O inverso também vale, sendo que, se o inquilino desejar devolver o imóvel ao proprietário antes do término do prazo, deverá pagar multa.

Então, como se vê, é preciso conhecer a lei, para que os direitos das partes sejam garantidos. Disso, o corretor de imóveis entende. Auxiliando locador e locatário desde a elaboração e assinatura do contrato, ele saberá o que deve e o que não deve estar escrito no documento. Pode confiar!

4. Permite a geração de inseguranças por falta de vistoria técnica

Como se sabe, ao início e ao término de um contrato de locação, a vistoria técnica é uma etapa importante. É a partir dela que será observado o estado em que o imóvel se encontra antes e depois da vigência do acordo. Deve-se verificar como está a pintura, se há rachaduras, tomadas e lâmpadas em funcionamento etc.

Ou seja, são muitos aspectos para se analisar, e um descuido pode gerar conflitos no futuro, devido a danos não identificados ao início da locação. Por isso, não fazer a vistoria ou realizá-la por conta própria pode ser perigoso.

Aqui está outra vantagem de contratar uma imobiliária: ela disponibilizará um profissional especializado para prestar esse serviço, elaborando, ao final, um laudo. Isso representa mais segurança na transação!

5. Pode gerar falta de controle dos visitantes interessados no imóvel

Por falar em segurança, fazer um aluguel por conta própria também pode criar riscos pessoais ao proprietário no que se refere às visitas ao imóvel. Isso porque a dificuldade em fazer um controle dos visitantes facilita a atuação de criminosos. Não é raro que esses se passem por interessados em alugar a edificação, quando, na verdade, têm outras intenções.

Nesse contexto, o auxílio profissional acaba sendo uma boa saída, pois ajuda a evitar esse tipo de situação. O registro dos dados da pessoa que pretende conhecer a residência, feito pela imobiliária, inibe a atuação dos sujeitos desonestos. Assim, essa acaba sendo uma forma de garantir mais proteção ao locador e ao seu patrimônio. 

Depois de entender a importância do contrato de aluguel, é possível perceber a necessidade de firmá-lo observando alguns cuidados. Essa é uma maneira de evitar problemas que envolvem os aspectos financeiros e pessoais também. Além disso, são muitas as desvantagens de fazer aluguel por conta própria, como visto.

Então, depois de conhecê-las, quem é que não vai querer ter menos desgastes, tomar uma boa decisão, ter regras claras, pagar valores justos e ter a segurança de uma vistoria bem-feita? Vê-se, assim, que a contratação de uma imobiliária é a garantia de uma experiência satisfatória para locador e inquilino nesses e em muitos outros aspectos!

O nosso post sobre aluguel por conta própria foi útil? Quer alugar um imóvel e usufruir de todos esses benefícios? Entre em contato conosco!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.