Confira os documentos necessários para alugar um imóvel!

Depois de fazer algumas pesquisas você encontrou a residência ideal para morar com a sua família, pois ela é bem localizada, espaçosa e próxima tanto do seu trabalho quanto da escola dos seus filhos. Contudo, começaram a surgir dúvidas quanto aos documentos necessários para alugar o imóvel, não é mesmo?

Fique tranquilo! Esse é um assunto que, embora seja simples e fácil de resolver, costuma gerar questionamentos e incertezas, especialmente entre aqueles que nunca tiveram experiência como locatários e, muitas vezes, ficam perdidos com as etapas do arrendamento.

Pensando nisso, reunimos todas as informações necessárias sobre a documentação que é requisitada. Ela servirá para ajudá-lo com esse processo e, assim, garantir que você tenha a tão desejada moradia que permita o padrão de vida que merece. Acompanhe!

Documentação necessária para o locatário

Veja, abaixo, todos os documentos solicitados na hora de alugar um imóvel.

Documentos de identificação

Para começar, vamos falar dos documentos de identificação, que são essenciais não só para a comprovação de que você é a pessoa que afirma ser, como também a consequente correta formulação do contrato de locação. O primeiro deles é o RG, tendo em vista que, fora os seus dados, ele também conta com uma foto sua.

Porém, caso tenha perdido ou sido furtado/roubado, saiba que no lugar dele também é possível apresentar a carteira de trabalho, a CNH ou o passaporte. Além disso, é necessário ter o seu CPF em mãos, pois a imobiliária vai checar se há alguma irregularidade, pendência ou mesmo se ele foi suspenso por conta de uma ordem judicial, por exemplo.

Outro ponto que será observado é se você foi inserido nos órgãos de proteção ao crédito (como SCPC e SPC) e se tem alguma dívida protestada. Afinal, esse é um indicativo de que o possível locatário não é uma pessoa responsável com o pagamento das próprias contas e pode comprometer o acordo feito, trazendo transtornos para a empresa.

Comprovante de residência

Dando continuidade aos documentos necessários para alugar uma moradia, há também o comprovante de residência que deve estar em seu nome. De uma forma geral, os mais aceitos são as contas de água e luz. Contudo, existe a possibilidade de serem aceitos outros, como conta de telefone fixo ou pós-pago e carnê do IPVA de veículo próprio.

Isso é necessário, pois ele servirá para atestar que você realmente mora no local que afirma residir e, acima de tudo, demonstrar que há como você ser contatado (seja por correspondência, seja pessoalmente) pela imobiliária se necessário.

No entanto, caso as contas não estejam registradas sob a sua responsabilidade, não é preciso se desesperar, certo? Isso porque se você é casado, servirá igualmente uma fatura ou um boleto no nome do seu cônjuge.

Comprovante de rendimentos

Fora o que já foi citado, chegamos ao comprovante de rendimentos, que é o documento que atesta as suas condições financeiras de arcar com o custo do aluguel da casa ou do apartamento desejado. Contudo, é importante ficar atento a esse tópico, pois ele é o que mais pode sofrer alterações dependendo da realidade de cada futuro locatário. 

O motivo disso é que há pessoas que trabalham de carteira assinada, outras que são autônomas e alguns que são profissionais liberais. Isso, é claro, sem mencionar aqueles que têm outros tipos de vencimentos e vivem exclusivamente deles. Ou seja, as fontes de rendimentos são distintas e, por isso, requerem comprovações igualmente diferentes.

Por exemplo, se você é funcionário em uma empresa em regime CLT, será necessário apresentar os seus três últimos contracheques e, caso preciso, a sua carteira de trabalho para confirmar o seu salário. Agora, se você exerce atividade autônoma ou atua como um profissional liberal (como médicos, psicólogos e advogados), a sua Declaração de Imposto de Renda Pessoa Física será primordial nessa etapa.

“Certo, entendido. Porém, e se eu sou um empresário e tenho um negócio próprio com CNPJ? O que devo utilizar como comprovante de renda?”, você deve estar se questionando.

Por isso, saiba que para quem é micro, pequeno, médio ou grande empreendedor há algumas alternativas. Uma delas é o DECORE, que pode ser feito pelo contador que é o responsável pela contabilidade do seu negócio e que deve ser entregue junto com o seu Imposto de Renda para verificação do orçamento.

Já as demais são a Declaração de Imposto de Renda Pessoa Jurídica ou a Declaração Anual do Simples Nacional Microempreendedor Individual (DASN-Simei).  Por outro lado, para quem é aposentado ou pensionista do INSS, é possível apresentar tanto o extrato do benefício quanto o Imposto de Renda.

Para concluir, vale frisar que, independentemente de qual seja o documento apresentado, ele deve deixar claro que os seus ganhos mensais podem cobrir sem dificuldades o valor do aluguel. Por isso, o indicado é que esse custo não ultrapasse 1/3 do seu orçamento. Do contrário, a locação da moradia pode ser negado.

Documentação para o fiador

Por fim, mas não menos importante, se você pretende contar com um fiador para alugar o seu futuro lar, independentemente de qual for o motivo, saiba que ele deverá apresentar todos os documentos que já citamos e certidão de casamento (caso seja casado) para fechar o contrato.

Além disso, será preciso que ele comprove que tem um imóvel devidamente registrado no nome dele e que não haja qualquer irregularidade jurídica com a propriedade. Para tanto, uma cópia do registro da casa ou do apartamento será requisitada. 

Agora que você já conhece quais são os documentos necessários para alugar um imóvel, sabe que eles são essenciais para comprovar sua integridade e capacidade financeira para arrendar o seu futuro lar e cumprir com o compromisso financeiro mensal firmado em contrato com a imobiliária. Portanto, não perca mais tempo: se adiante e reúna todos eles. Com isso, você não só agiliza o processo de locação.

Gostou do texto? Então curta a nossa página no Facebook e fique por dentro de outros conteúdos interessantes!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

.