Entenda o que é e como funciona a permuta imobiliária

Você já ouviu falar sobre a permuta imobiliária? Com notoriedade cada vez maior no mercado de imóveis, essa transação tem o fim de facilitar (bastante!) a vida de quem deseja investir nesse setor de uma forma diferenciada. 

Conhecida a partir de grandes operações entre o dono de um terreno e uma incorporadora, essa ferramenta é bastante útil e garante ótimo retorno às duas partes envolvidas. 

Se você está cogitando realizar uma permuta imobiliária, confira o nosso post e saiba mais sobre o assunto!

O que é a permuta imobiliária?

Como o próprio nome diz, a permuta imobiliária é uma troca de imóveis, sendo nomeada no mercado local para tratar sobre as operações entre o dono de um terreno e uma incorporadora. A finalidade dessa transação é a construção de um empreendimento no local, de forma que o pagamento ao dono do terreno seja realizado por meio da entrega de unidades construídas. 

Essa modalidade de negócio pode ocorrer mesmo em situações em que as propriedades não tenham valor equivalente, cabendo às partes realizarem uma compensação financeira. Ou seja, o dono da propriedade com menor valor deposita o preço necessário ao outro interessado para igualar os custos em questão.

Quais são as condições dessa transação?

A condição desse tipo de negócio é, basicamente, que os envolvidos alcancem um valor comum. Por isso, o acordo entre as partes é medida essencial para tornar possível a permuta imobiliária. 

Como passo inicial, é necessário avaliar o preço do terreno escolhido e projetar um fluxo de caixa do empreendimento, para o cálculo de todos os processos da construção dos apartamentos ou das casas. Depois de encontrado um valor, as partes negociam com o fim de encontrar um número que seja confortável para os dois: ao final, o preço do terreno é compensado em unidades construídas. 

Existe a incidência de tributação sobre a operação?

O recolhimento do Imposto de Renda deve ser feito apenas quando os valores dos imóveis envolvidos nessa transação não forem iguais. Ou seja, se você deseja ceder uma propriedade no valor de R$ 2 milhões em troca de dois apartamentos com a mesma avaliação total, não será necessário recolher o imposto. 

Por outro lado, quando a cotação dos imóveis for diferente, será necessária a realização da compensação desse preço. Nesse caso, haverá tributação em relação a tal valor, conhecido como torna. 

Quais são as suas vantagens?

A principal vantagem desse tipo de negócio é evitar o uso de dinheiro no momento de adquirir um novo imóvel, eliminando um processo que pode significar juros e taxas a mais. 

Além disso, essa transação não requer a solicitação de financiamentos, créditos imobiliários ou empréstimos, o que a torna mais segura no sentido financeiro. Ao final do negócio, as duas partes atingirão os seus objetivos de forma rápida e tranquila.

É bem interessante o sistema de realização da permuta imobiliária, trazendo ótimas vantagens às duas partes envolvidas. Se você deseja vender o seu terreno e adquirir uma casa ou apartamento, avalie a possibilidade de efetivar esse tipo de negócio e aproveite a nova propriedade em seu nome!

Foram úteis as informações trazidas no nosso post? Compartilhe-o em suas redes sociais! Os seus amigos podem ter as mesmas dúvidas que você!

One Comment on “Entenda o que é e como funciona a permuta imobiliária”

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *