Afinal, vale a pena comprar um imóvel e ter renda com aluguel?

Um dos tipos de investimentos que mais crescem no Brasil é a renda com aluguel. Os interessados em comprar um imóvel não para residir, mas  para alugar para terceiros e, assim, receber uma renda mensal, conseguem ganhos mensais com um patrimônio de baixa desvalorização. Porém, como iniciar esse tipo de movimento financeiro? Como saber se ele é realmente rentável?

Para lidar com imprevistos, é importante garantir uma reserva de emergência, que possa ser acessada facilmente quando necessário. Esse colchão de segurança deve ser dividido em vários ativos, e um dos favoritos dos brasileiros é o investimento em imóveis.

Segundo pesquisa realizada pelo SPC Brasil e Confederação Nacional de Dirigentes Lojistas em 2017, 60% dos entrevistados primeiro investem na poupança para proteger seu dinheiro, seguido dos imóveis, com 18,2% da preferência.

Quer saber tudo sobre o assunto? Continue a leitura deste post.

Primeiro, você sabe quais são seus objetivos?

Antes mesmo de escolher o imóvel, o futuro investidor precisa definir qual o objetivo com o aluguel que receberá, para traçar sua estratégia de atuação. A propriedade pode ser alugada para complementar a renda, para investir a longo prazo, até que se valorize para venda, ou mesmo para gerar um alto retorno financeiro.  

Quais os custos para a renda com aluguel?

Para quem vai investir em imóveis, o principal custo é a aquisição do bem e, posteriormente, mantê-lo até que haja a locação. Depois do negócio fechado, o inquilino passa a arcar com os custos de condomínio, IPTU e outras despesas mensais, além do pagamento do aluguel acordado com o proprietário.

Desse modo, o investimento é pontual e pode ser feito com outros recursos que estariam se desvalorizando. Também existe a possibilidade de se comprar o imóvel por meio de um financiamento bancário, que tem taxas variáveis de acordo com o relacionamento bancário do comprador. Consulte seu gerente sobre qual a melhor opção antes optar por esse método.

Para quem você vai alugar?

Além de escolher bem o local do imóvel, você deve pensar em qual é seu seu público-alvo. Nos grandes centros urbanos, há uma enorme procura por imóveis próximos às áreas financeiras, comerciais e  universidades para evitar o trânsito cotidiano.

Outro perfil de inquilino são locações não residenciais, ou seja, imóveis utilizados por empresas que preferem alugar espaços para estabelecer suas operações do que agregar estes ativos ao seu patrimônio. Na modalidade Built to suit, investidor e locatário entram em acordo para construir sob encomenda e com contratos de locação longos. 

.

 É um investimento seguro?

Locar um imóvel é seguro desde que você consiga mantê-lo alugado. Caso ele fique vazio, o proprietário precisa arcar com os custos fixos de manutenção, condomínio e impostos.

Ainda há a possibilidade de valorização caso a região do imóvel tenha mais procura, receba melhorias do governo ou tenha algum empreendimento comercial de destaque. Leve sempre em consideração essas possibilidades na hora de buscar um bem desse tipo para investir seu dinheiro.

Essas são algumas das questões que devem ser levantadas na hora de pensar em obter renda com aluguel. Avalie sua situação financeira com as questões que trouxemos e busque especialistas para dar apoio em sua escolha.

Continue a sua pesquisa e acesse o nosso artigo sobre as vantagens de investir em imóveis em 2019. Boa leitura!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *